BLOG

OS ESTUDOS DO ESPECIALISTA

Nota do Editor: As medidas e os conceitos adotados pela doutrina trouxeram alento às vítimas dos falsos condomínios, milhares de famílias brasileiras que vinham sendo perturbadas pela cobrança judicial de taxas por associação de moradores. Mas os abusos continuam pois, em terra sem lei todos fazem o que querem.Pedimos ao especialista autorização para reproduzir alguns trechos do livro de sua autoria. (os Falsos Condomínios)   

 

Leia mais:OS ESTUDOS DO ESPECIALISTA

ASSOCIAÇÃO DE MORADOR NÃO É CONDOMÍNIO

Nota do Editor: Pinçamos do livro do especialista, o Dr. Roberto Mafulde, a opinião de como a população que fomenta estas associações contribuem para o atraso da evolução dos bairros urbanos e promovem a corrupção sem precedentes. 

Leia mais:ASSOCIAÇÃO DE MORADOR NÃO É CONDOMÍNIO

A BATALHA CONTINUA

A BATALHA CONTINUA

Nota do Editor: A Matéria a seguir faz uma justa homenagem a todos os integrantes da Defesa Popular em especial nosso diretor jurídico contratado, o especialista Dr. Roberto Mafulde que sem ele os moradores de todo  País estariam sendo enganados e obrigados de forma inconstitucional a se submeter aos ilícitos existentes. 

Leia mais:A BATALHA CONTINUA

A MAIS NOVA PEGADINHA DOS FALSOS CONDOMÍNIOS

NOTA DO EDITOR: A matéria retrata de forma clara como agem os "falsos condomínios" que enganam inclusive a Justiça. Esse alerta deve ser divulgado por todos que dele tiverem conhecimento, pois estão usando um beneficio da Justiça, para o enriquecimento ilícito e o engodo aos incautos moradores de bairro e loteamentos urbanos confira.  

Leia mais: A MAIS NOVA PEGADINHA DOS FALSOS CONDOMÍNIOS

O QUE OS OPERADORES DA JUSTIÇA NÃO SABEM

O QUE OS OPERADORES DA JUSTIÇA NÃO SABEM

NOTA DO EDITOR: A Matéria a seguir espelha a indignação de milhares de famílias brasileiras que sofreram a pior das injustiças, ou seja, perderam seus lares para garantir sentenças condenatórias absurdas, abusivas proferidas quer por desconhecimento ou por autoritarismo. Vale a pena verificar.

Leia mais:O QUE OS OPERADORES DA JUSTIÇA NÃO SABEM