A DEFESA POPULAR - RECOLHE ASSINATURAS E E-MAILS DE TODO O BRASIL - PARTICIPE – SEU FUTURO É O PRESENTE.

Nota do Editor: A Defesa Popular conta com a participação da sociedade barasileira para que possamos de vez dar um basta! nesta vergonha dos falsos condomínios.

 

 

A Defesa Popular, “apesar das tintas fortes” com que denuncia as monstruosidades jurídicas que se cometem no Judiciário, respeita e dignifica nossas Instituições de Direito. Sempre defendemos nossos Magistrados de todas as instâncias mas, também sempre culpamos até mesmo aquelas pessoas bem intencionadas, por “criarem a cobra” e depois serem picadas por ela.

Alguns oportunistas ao verificarem o que acontecia, passaram a explorar este ramo da filantropia e fazer milhões à custa do sacrifício e do direito de Propriedade. Assim, nosso Diretor Jurídico Dr. Roberto Mafulde, especialista em Direito Privado, entregou em Brasília, um dossiê completo com Estudos Técnicos e jurídicos sobre a matéria, legislação desafiada, absurdos jurídicos, sentenças inimagináveis, Acórdãos jurássicos; - Inclusive denunciando todo o esquema milionário que envolve a questão dos FALSOS CONDOMÍNIOS. Neste documento, encaminhado ao CNJ – STF – STJ – e PGR, nosso Diretor, coloca os fiscais da Lei e os Ministros a par do que acontece em nosso País e em especial em nossos Tribunais, bem como, esclarece a realidade do que se passa nos bastidores deste “Teatro” promovido por verdadeiros ‘Salteadores Urbanos’.

As denuncias, vão desde os abusos cometidos por meras associações de moradores, passando por cumplicidade e desvios de Prefeitos, Políticos, Policiais, cartórios de Registro de Imóveis e membros do poder Judiciário, todos envolvidos no esquema milionário, em todo o Brasil, que hoje, estas ações representam um universo financeiro de 4,8 Trilhões de Reais de Cobranças Ilegais. A democracia está sendo carcomida pelo Crime a justiça anarquizada, estão arruinando a vida de milhares de brasileiros em especial idosos, aposentados, em face aos interesses escusos de alguns em detrimento de muitos. Exemplo disso é o descaso de algumas prefeituras e subprefeituras, coniventes, que permitem que se fechem bairros inteiros, para favorecimento de algumas “pessoas influentes” que integram estas odiosas entidades “PHILANTRÓPICAS”, criadas para cobrar, porém o fazem para nada prestar aos moradores de bairro ou à comunidade que dizem representar. Com este procedimento as autoridades, permitem a pseuda administração por pessoas que pretendem “vilipendiar” o bolso do incauto morador. Recomendamos para aqueles que aplicam conceitos extralegais e extraconstitucionais que estudem mais o Direito Constitucional.

Como dissemos temos o DEVER de prestigiar nossas mais altas cortes em BRASÍLIA: STJ e STF visando estudos para edição de uma sumula vinculante. Temos o dever de manter a Democracia. Nossos MINISTROS, cônscios de suas responsabilidades para com a vida dos Brasileiros, estarão certamente, tomando as necessárias providências no sentido de CESSAR IMEDIATAMENTE este descalabro jurídico que se instituiu no País. Nossos advogados, já usaram todos os meios necessários visando a aplicação da Lei inclusive o art. 543 C que foi criado para desafogar o Judiciário, porém o que se vê é a inarredável, não submissão à Lei, por alguns integrantes de Tribunais que pretendem criar um “entendimento paralelo” sem acatar as decisões da mais alta corte. Isso é muito grave, fere de morte a credibilidade de nossas instituições de Direito, traz a insegurança jurídica e a descrença na Justiça. CHEGARAM AO CÚMULO DE ISOLAR O MINISTÉRIO PÚBLICO. É preciso fazer algo e imediatamente. Como dissemos, não arredaremos o pé. Ou se faz algo JÁ, ou veremos nosso País se tornar uma mera republiqueta e não uma grande nação. Para aqueles que ainda insistem em desafiar o bom senso, informamos que não adiantam as ameaças, não adianta a perseguição jurídica, pois estamos lutando por uma causa JUSTA.

São milhões de brasileiros, proprietários e moradores de imóveis em bairros urbanos que estão sendo espoliados, que representamos e tudo por interesses de diversas áreas de serviços, inclusive por servidores públicos do alto escalão. O esquema bem montado, é orquestrado por algumas administradoras de condomínio, alguns, cartórios de registro de imóveis, algumas prefeituras, alguns membros do poder judiciário. (Notem que não são todos) Algumas empresas de segurança de fachada ajudam a formar o circo, enfim uma máfia. Reparem na mudança de vida de alguns integrantes de algumas associações. Como já dissemos Entidade Filantrópica não é Empresa Prestadora de serviços e o coronelismo já acabou há muito tempo.

Nosso Diretor Jurídico, Dr. Roberto Mafulde, determinou para todas as sucursais da Defesa Popular, em todo o Brasil, que iniciem uma coleta de assinaturas para ser encaminhada e entregue diretamente e em mãos do Exmo. Ministro Gilmar Mendes, CNJ e Exmo. Ministro Cezar Rocha STJ para que promova as necessárias investigações e confirme todas as denúncias e atrocidades jurídicas que se cometem nos processos judiciais onde os Juízes penhoram bens impenhoráveis, contas salário, cobram multas, condenam o morador à associação compulsória, em clara e evidente afronta ao Estado de Direito, em literal desrespeito ao que manda o Superior Tribunal de Justiça e Supremo Tribunal Federal. Temos de preservar nossa mais alta corte. É hora de mostrar aos mentores deste golpe que nosso povo merece coisa melhor. (DE O SEU APOIO: Envie um email para nós, no endereço O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. contendo o seu NOME COMPLETO, RG E A SUA CIDADE para que possamos juntar e entregar em Brasília. Expresse sua opinião que integraremos ao pedido. Lembramos ao leitor, que A Defesa Popular, por seu corpo jurídico composto por especialistas, hoje administra mais 5.000 ações judiciais ilegais promovidas por associação de moradores em todo o Brasil. Conquistamos 10 Jurisprudências no STJ mas ainda existem alguns tribunais inferiores que justificam as suas decisões com um voto da Ministra Nancy Andrighi de 1999 que foi vencido e reformado, porém sem um único artigo de lei que justifiquem seus acórdãos. Lembramos ao nosso leitor, que o universo financeiro que está sendo vislumbrado pelos interesses escusos destes espertalhões é de R$ 4,8 TRILHÕES DE REAIS. Algo impensado, apenas duas vezes e meio o PIB de 2008.

Finalmente, declaramos assim como sempre fizemos nas palestras e nas defesas: Não somos contra a Segurança, Não somos contra as Associações, Não somos contra o Judiciário, Não somos contra a psicose da segurança. Somos contra a IMPOSITIVIDADE e do meio que se instituiu para empobrecer ilicitamente O CIDADÃO DE BEM. (Não transija com o crime).

Defesa Popular - Em luta pelo Estado Democrático de Direito 

www.defesapopular.blogspot.com

www.defesapopular-rj.blogspot.com

www.defesapopular-ba.blogspot.com

www.defesapopular-br.blogspot.com

Contato Nacional 11.5506.6049 / 5506.1087